Notícia
março 28, 2018
O setor jurídico apresenta uma tendência tradicionalista que se reflete muitas vezes no layout dos escritórios de advocacia. Contudo, de acordo com uma pesquisa realizada pela CBRE em 2017, diversos escritórios do âmbito estão implementando novas estratégias para adaptar o seu portfólio imobiliário, com o objetivo de tornar seus espaços mais eficientes, reduzindo a metragem quadrada e consequentemente os custos operacionais.

"Muitas empresas estão tentando entender como equilibrar a forma tradicional como os escritórios são organizados, o gerenciamento de custos e as mudanças na forma como operam"
Lenny Beaudoin, diretor sênior e co-líder de Estratégias para Workplace da CBRE Nova Iorque.

 

O Ambiente De Trabalho Jurídico Atual E Futuro


O layout do escritório de advocacia tradicional, segundo Beaudoin, era caracterizado por uma sala de arquivos gigante, com escritórios espalhados ao redor, e funções de suporte concentradas em um andar ou sala, dependendo do tamanho da empresa. Havia também uma menor proporção entre advogados e a equipe de suporte (em geral 4 para 1), e escritórios maiores para parceiros e associados. Resumindo, a ênfase estava no tamanho.

O aumento da automação está impactando as tarefas legais tradicionais. Dispositivos móveis, redes virtuais, videoconferências e armazenamento em nuvem criaram um “local de trabalho virtual que mudou as expectativas dos empregados sobre onde e como eles trabalham”.

Olhando para o futuro, a  CBRE acredita que o espaço de trabalho jurídico será focado mais no local do que no tamanho. Os escritórios de advocacia podem fazer uma transição para espaços com salas que tenham a mesma área, divididas por vidros, onde a senioridade seja reconhecida pela localização e não pelo tamanho da unidade, com um espaço aberto com estações de trabalho disponíveis para advogados contratados.

Haverá também uma proporção maior entre advogados e equipe de suporte (a estimativa é de 10 para 1), e maior foco em espaços para reuniões práticas e funcionais. “Veremos uma redução no espaço ocupado para equilibrar a oferta e a demanda, e lajes menores devido a uma redução na equipe de suporte”, acredita Beaudoin.

No geral, graças à tecnologia e a uma nova abordagem no setor imobiliário, o escritório de advocacia está se tornando mais conectado, mais colaborativo e mais acessível. O endereço corporativo expressa a capacidade da empresa de tomar decisões estratégicas e que evidenciam o seu posicionamento no mercado. Empreendimentos como o Torre 1º de Março com  lajes eficientes e localização próxima a principais vias da cidade, assim como o Fórum, TRT, Tribunal de Justiça, além de estar cercado por diversos serviços, também se tornaram atrativos ao setor, que percebeu a oportunidade de melhorar sua ocupação, num movimento conhecido como ”flight to quality

Quer saber mais sobre como a CBRE pode ajudar sua empresa na escolha do local mais adequado para o seu negócio, ou no projeto necessário para transformar o seu ambiente de trabalho em um espaço mais colaborativo, eficiente e produtivo? Entre em contato com: [email protected] ou ligue para (11) 5185-4688.