Notícia
abril 2, 2018
Tomando como referência a data 1° de abril, considerada o Dia da Mentira, listamos uma série de estratégias para auxiliar a evitar as notícias falsas que assolam diversos nichos. A propagação das fake news na era da informação é um fenômeno que tem atingido grandes proporções com o crescimento do acesso à Internet. As publicações desta natureza contém informações erradas e multiplicam a desinformação, geralmente com o objetivo de gerar algum ganho político ou econômico.

Com a proximidade das eleições, a questão ganha tamanha importância que foi tema de um debate em sessão temática no plenário do Senado esta semana. Enquanto a classe política discute o assunto, outros adotam uma iniciativa mais prática, como a criação da Rede Verdade. A iniciativa, que será lançada hoje no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, é uma aliança entre veículos de comunicação, entidades acadêmicas e sociedade civil para combater as fake news utilizando a inteligência artificial. No lançamento será anunciado o vencedor do desafio de desenvolver uma ferramenta digital capaz de combater as fake news, premiando com um investimento para o aperfeiçoar o programa.


Como identificar as notícias falsas:


Enquanto não dispomos de leis mais efetivas para coibir as fake news, nem de ferramentas plenamente desenvolvidas para tal, listamos algumas dicas para você descobrir se a informação que está em sua rede é verdadeira ou falsa:

Verifique a fonte da informação
Muitos sites utilizam nomes parecidos com os de veículos de informação, mas na verdade não tem relação com a imprensa. Também há notícias que são de sites estrangeiros, onde há duas questões: o site pode não ser confiável ou o autor do post pode ter cometido erros de tradução.

Desconfie de títulos sensacionalistas
Alguns sites sobrevivem de acessos para vender publicidade e, por esta razão, publicam informações tendo como critério a capacidade de levar o público a clicar no link, em uma prática denominada “click bait”. Muitas vezes, estes sites priorizam a velocidade e o retorno em acessos, deixando a verificação da veracidade das informações em segundo plano.

Leia todo o conteúdo
A chamada ou título da matéria pode provocar um entendimento diferente do conteúdo completo. Interpretada fora de contexto, pode ocorrer uma grande distorção em seu sentido original. De acordo com uma pesquisa publicada em agosto de 2016 pela revista Forbes, apenas 59% dos links compartilhados nas redes sociais são lidos na íntegra.

Cheque a notícia em outras fontes
Se uma informação é verdadeira e relevante, provavelmente estará entre as notícias listadas nos principais sites da imprensa. Confira também a data de publicação original. Muitas vezes nos deparamos com informações do passado, apresentadas como se fossem atuais. Você também pode acessar alguns sites para verificar se a notícia é verdadeira, como a das organizações brasileiras “Aos Fatos” e a “Boatos.org”.

Com estas ferramentas e aplicando as dicas acima, você estará contribuindo para o combate às fake news que afetam todos os meios, inclusive o de Real Estate, buscando e protegendo a verdade.