Land Services

Olimpíadas Rio 2016: A construção de um legado

Não é novidade que a cidade do Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. No entanto, o legado cultural, as melhorias de infraestrutura urbana e a revitalização de áreas degradadas têm recebido grande atenção por parte da população carioca e dos órgãos responsáveis. O Sambódromo do Rio de Janeiro, um dos mais importantes marcos da cidade maravilhosa, representará um destes legados a serem deixados pelas Olimpíadas.

Através da realização do estudo de desenvolvimento da propriedade adjacente ao Sambódromo (antiga fábrica da Brahma), a CBRE (Departamento de Desenvolvimento) avaliou os parâmetros de uso e ocupação do solo, a demanda de mercado dos potenciais produtos imobiliários a serem empreendidos no local e a rentabilidade estimada do futuro empreendimento, atraindo, desta forma, o interesse de grupos investidores/desenvolvedores para uma região até então bem pouco atrativa.

Uma vez identificada a vocação imobiliária do terreno, de aproximadamente 21.000 m², e representando a AMBEV (então proprietária do imóvel), a CBRE realizou sequencialmente um processo organizado de venda da propriedade, mediante a estruturação de uma concorrência privada entre potenciais grupos investidores, cujo ganhador deveria desenvolver o projeto arquitetônico idealizado por Oscar Niemeyer.

O referido projeto, batizado de Eco Sapucaí, tem aproximadamente 85.000 m² de escritórios corporativos, totalizando 134.900 m² de área construída. A conclusão do projeto original de Niemeyer, relativo às famosas arquibancadas da Marquês de Sapucaí, deverá ser totalmente entregue até o final de 2014, tornando-se então um marco da revitalização da região central do Rio de Janeiro.

O Sambódromo será utilizado como equipamento olímpico em 2016 (especificamente nas competições de Maratona e Tiro com Arco) sendo que os antigos 60.000 lugares foram ampliados (em 2012) para comportar 72.500 pessoas, aumentando assim sua capacidade de público e concluindo o projeto original da década de 80, iniciado por Oscar Niemeyer.

Veja mais informações sobre o Eco Sapucaí, aqui.

Share:

Deixar uma resposta