Instituto Holandês de Imagem e Som: a forma encontra o conteúdo

Criar uma estrutura que não apenas abrigasse, mas representasse os arquivos de imagem e som era o desafio dos arquitetos Willem Jan Neutelings e Michiel Riedijk ao desenvolver o projeto do Instituto Holandês de Imagem e Som. E eles conseguiram.

O Instituto é responsável pelo acervo de rádio e TV de toda a Holanda, além de manter um museu onde o público pode acessar esta verdadeira memória da sua comunicação.

A construção é composta por dez andares, sendo cinco acima do solo e cinco abaixo. A parte externa é envolvida por painéis coloridos de vidro fundido. Diversas imagens foram fundidas ao vidro, tornando-se identificáveis de acordo com a posição do espectador.

A fachada tem uma função que vai além da pura estética: foi concebida como uma crítica ao excesso de informação que vivemos hoje, onde recebemos diversas mensagens através de diferentes tipos de mídia simultaneamente. Uma obra que vale a pena conhecer.

Share:

Deixar uma resposta