Desenvolvimento

Rio de Janeiro: Cidade Olímpica

O Rio de Janeiro possui metas ambiciosas. Impulsionado por grandes projetos de desenvolvimento urbano, pela exploração dos campos de petróleo do pré-sal e por grandes eventos internacionais, Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas 2016, a cidade pretende ser reconhecida, nos próximos anos, como a melhor cidade para se viver, trabalhar e visitar no Hemisfério Sul. Para atingir tal objetivo, a cidade sofrerá profundas transformações no sistema de transporte, infraestrutura urbana, meio ambiente, segurança, energia, e desenvolvimento social. A Prefeitura trabalha intensamente e em sinergia com os governos federal e estadual, o COI e o Comitê Organizados das Olimpíadas, para alcançar os objetivos estabelecidos nos prazos previstos.

Copa do Mundo de Futebol e Olimpíadas 2016 impulsionam o desenvolvimento urbano

Entre os projetos em andamento destacam-se:

I. Operação Urbana Porto Maravilha:

Projeto que almeja promover a reurbanização da região portuária, que há anos encontra-se em estado de degradação. A região tem expressivo valor histórico, cultural e social, além de um enorme potencial para desenvolvimentos imobiliário.

II. COR – Centro de Operações Rio

O Centro de Operações do Rio, o mais moderno da América Latina, foi concebido a partir da necessidade de integração de todos os serviços de gestão urbana da cidade. O COR monitora todo o município através de um telão com 80 monitores, através de mapas, fotos aéreas, imagens e gráficos. São mais de 560 câmeras espalhadas por toda a cidade.

III. VLT – Veículo Leve Sobre Trilhos

O Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), espécie de bonde moderno, vai representar um novo paradigma no trânsito do Centro do Rio de Janeiro, proporcionando integração intermodal de transportes, diminuindo a quantidade de ônibus e carros e otimizando o fluxo de veículos no Centro.

VLT - Veículo Leve sobre Trilhos

IV. Metrô Linha 4

A Linha 4 do Metrô ligará Ipanema (Zona Sul) a Barra da Tijuca (Zona Oeste). Estima-se que 300 mil pessoas por dia irão utilizar o transporte, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora. A nova linha será integrada a todo sistema metroviário, sendo necessária uma única tarifa para circular por todas as linhas. A previsão é que as obra sejam finalizadas em 2015. Serão seis novas estações, além da estação General Osório já existente, ao longo de 16Km de extensão.

V. TransOeste, TransCarioca e TransOlìmpica

Corredores de alta capacidade para BRTs (Bus Rapid Transport), com integração intermodal, que representarão uma nova era para o transporte de massa, beneficiando centenas de milhares de passageiros, proporcionando economia no tempo de deslocamento em um transporte com qualidade e conforto.

O futuro da cidade parece promissor. No aspecto econômico, o Rio de Janeiro já é o segundo maior polo de riqueza do Brasil, e o desenvolvimento e as transformações que acontecerão nos próximos anos, contribuem para uma perspectiva positiva em relação ao mercado imobiliário.

Rio de Janeiro já é o segundo maior polo de riqueza do Brasil

O mercado de escritórios corporativos da cidade, conta com um estoque total de 3.215.500 m² (junho/2013), considerando edifícios com ar condicionado central, premissa básica de qualidade no mercado imobiliário. A vacância, considerando a mesma premissa, encontra-se em 6,6% (junho/2013). O novo estoque de edifício corporativos, estimado para os próximos anos, mostra a confiança dos empreendedores e o grande potencial de desenvolvimento da cidade.

Saiba mais sobre como a CBRE pode ajudar você a fazer um bom investimento clicando aqui.

Share:

Deixar uma resposta