ArquiteturaIndustrialSustentabilidadeTecnologia

Golgi Duque de Caxias: condomínio logístico com certificação LEED inaugura no RJ

Mais conhecido pela sua implantação em edifícios de escritórios, a busca pela certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) tem se tornado cada vez mais comum no segmento de condomínios logísticos. Um exemplo desse movimento é a recente inauguração de um novo empreendimento com o selo no Rio de Janeiro: o Golgi Duque de Caxias, localizado no Arco Metropolitano. Comercializado pela CBRE, o condomínio logístico possui um sistema de aproveitamento de água de chuva, estação de tratamento de esgoto (ETE), sistema de aquecimento de água através de energia solar e iluminação 100% em LED, entre outros recursos.

Este aumento na busca pelo selo LEED em condomínios logísticos é estimulada por fatores ambientais, como o uso racional de recursos naturais e a aplicação de materiais com tecnologias de baixo impacto ambiental, e aspectos econômicos. Para os usuários, a economia ocorre na redução de custos operacionais, e para os proprietários, ela inclui a valorização do imóvel e o aumento da velocidade de ocupação.

Mas o que a inauguração de empreendimentos como o Golgi Duque de Caxias significa para o mercado? A presença de imóveis com certificação LEED no segmento de condomínios logísticos contribui para a melhora da qualidade do estoque, estimula outros proprietários a investirem em seus empreendimentos e direciona o mercado para o desenvolvimento sustentável. A CBRE acompanha de perto esta tendência: em São Paulo, já comercializa e administra a maioria dos empreendimentos com certificação LEED, além de ser membro do Green Building Council Brasil, órgão internacional que desenvolveu a certificação.

Saiba mais sobre o Golgi Duque de Caxias clicando aqui.

 

O que é a certificação LEED?

A certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para construção de edificações. É adotado em 143 países e foi criado para incentivar a transformação dos projetos, obras e operações das edificações a aplicarem conceitos de sustentabilidade. Criado pela organização não governamental americana U.S. Green Building Council (USGBC), o sistema fornece um framework para a criação de construções mais sustentáveis, eficientes e econômicas.

Implantado em 1998, o LEED se tornou a certificação mais utilizado no mundo, sendo reconhecida globalmente como um símbolo de altos padrões de sustentabilidade em edificações. Para obter o certificado, o empreendimento precisa atender a diversos critérios de racionalização de recursos e aumento de eficiência energética. Segundo pesquisas do próprio Green Building Council, o Brasil ocupa a 4ª posição no ranking mundial e está na liderança sul-americana do movimento internacional de Green Building.

Share:

Deixar uma resposta