Arquitetura

Estádios usam energia solar como alternativa sustentável

Em tempos de Copa, um dos assuntos recorrentes no Brasil foi a construção e reforma de estádios e arenas. Sediar grandes eventos exigem a construção de espaços adequados, e isso significa novas oportunidades para inovação. É o caso do National Stadium, anteriormente conhecido como World Games Stadium, construído em Kaohsiung, Taiwan.

Obra do arquiteto japonês Toyo Ito, ganhador do Prêmio Pritzker 2013, o estádio transforma a energia solar em eletricidade para seu próprio funcionamento.

National Stadium – Kaohsiung, Taiwan

Com capacidade para acomodar um público de até 55 mil pessoas, tem potencial para gerar 1.14 gigawatt-hora de eletricidade a cada ano, o suficiente para atender a demanda de 80% das construções no seu entorno.

National Stadium – Kaohsiung, Taiwan

No Brasil, seguindo esta mesma tendência, quatro estádios envolvidos com os jogos ou treinamentos da Copa incorporaram a tecnologia de geração de energia solar: o Pituaçu, em Salvador; o Mineirão, em Belo Horizonte; a Arena Pernambuco; e o tradicional Maracanã, no Rio de Janeiro.

O Pituaçu se tornou o primeiro estádio da América Latina a fazer uso da geração de energia fotovoltaica. Instalado em 2012, o sistema possui 400 KWp de potência. Já o Mineirão tem capacidade para gerar até 1,6 megawatt, energia suficiente para abastecer 1,2 mil residências de médio porte. No caso da Arena Pernambuco, o estádio tem capacidade para gerar 1MWp, o equivalente ao consumo médio de 6 mil residências.

Estádio do Mineirão – Belo Horizonte, MG

O Maracanã, palco da final da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e recentemente reinaugurado, colocou em funcionamento uma usina de geração solar para iluminação do estádio. O gerador é capaz de atender o consumo anual de 240 residências e ajudará a iluminar o Maracanã durante as partidas e os grandes eventos dos próximos anos, incluindo o Mundial e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016.

Estádio do Maracanã – Rio de Janeiro, RJ

 

Fotos: Divulgação/Portal da Copa

 

Para mais notícias como esta acompanhe as edições da newsletter VIEW produzida pela Divisão Management Services que aborda temas ligados à Sustentabilidade. Saiba mais (http://www.cbre.com.br/institucional/sustentabilidade)

Share:

Deixar uma resposta